São Paulo tem árvore de mais de 500 anos

O jequitibá-rosa Patriarca, de Santa Rita do Passa Quatro (SP), tem altura equivalente à de um prédio de 13 andares.

É possível que o Brasil também possua uma árvore de mais de três milênios, mas o tema é controverso. Um jequitibá-rosa localizado em uma reserva na cidade de Santa Rita do Passa Quatro, no interior de São Paulo, Teve sua idade estimada em mais de 3 mil anos. O método usado pelo já falecido biólogo Manuel de Godoy foi o de contagem de anéis de crescimento de um jequitibá vizinho, que considera que um anel de crescimento visível no tronco da árvore é gerado a cada ano. Com essa idade, o jequitibá-rosa já seria milenário na época em que Pedro Álvares Cabral chegou ao Brasil. Contudo, outro cálculo aponta que o jequitibá teria cerca de 580 anos, conforme medição do chefe do laboratório de anéis de crescimento do departamento de ciências florestais da USP de Piracicaba, Mário Tomazello Filho. O pesquisador aponta que árvores tropicais possuem frequentemente falsos anéis de crescimento, o que poderia fazer com que se superestime a sua idade, como disse o pesquisador ao programa Globo Rural, da TV Globo. Independente de sua idade, o jequitibá-rosa, apelidado de “Patriarca”, é imponente e impressionante: possui 11,5 metros de circunferência, 40 metros de altura e peso de 264 toneladas, equivalente a mais de 50 elefantes. O titã fica no Parque Estadual de Vassununga, área protegida mantida pelo governo estadual por meio da Fundação Florestal.  Fonte /noticias.uol

 




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *